6 coisas que você deve fazer para não ser hackeado

Olá,
Hoje resolvemos reunir 6 dicas que você deve ter para não ser hackeado e tomar todos os cuidados possíveis!

1. Softwares atualizado


É importante aplicar as atualizações disponibilizadas pelas empresas dos softwares instalados em sua máquina, principalmente quando falamos de updates para o sistema operacional ou navegador web. Esses patches trazem muitas correções para falhas de segurança e até mesmo de desempenho, que podem ser exploradas por pessoas mal-intencionadas.
Um estudo realizado pela McAfee este ano em 24 países constatou que 83% dos consumidores utilizam solução de segurança básica em seus computadores, enquanto 17% dos equipamentos não possuem um antivírus instalado ou o software estava instalado, mas desativado.

2. Cuidado redobrado com downloads


Boa parte dos programas maliciosos é instalada pela própria vítima. A razão disso é o fato de esses softwares estarem, normalmente, disfarçados de antivírus, jogos ou fotos da festa, uma armadilha que pega muitos desavisados ou desatentos. Por isso, antes de instalar algo, analise bem a origem do pacote: se achar que o site é estranho, não confie.

3. Não acesse a conta do banco em PCs públicos

Evite ao máximo acessar serviços importantes, como a conta bancária, nos computadores de lan houses, escolas, bibliotecas ou hotéis. Lembre-se de que você não tem certeza de que essas máquinas estão livres de programas que podem estar capturando os dados de login e senha que você possa digitar.

4. Cuidado com Wi-Fi público

Talvez você tenha pensado que pode acessar, sem medo, sua conta do banco a partir de um telefone ou notebook próprio. Em tese, isso é verdade, mas há mais uma etapa a seguir: por mais que use seus próprios equipamentos, lembre-se de que as suas informações também trafegam pela rede que liga ao site.

Portanto, se estiver conectado pela rede de uma cafeteria ou de outro estabelecimento desconhecido, evite a todo custo o acesso a esse tipo de serviço. Pode ser que softwares estejam monitorando e capturando todos os dados que transitam por essa rede aberta.
Veja nosso post sobre dicas para usar WiFi de forma segura no blog da Digoo

5. Sempre faça logout

Depois de usar um computador compartilhado, não se esqueça de se desconectar dos serviços em que você está logado. Não há nada pior do que deixar um computador com inúmeras sessões abertas, como Facebook e internet banking. Se isso acontecer, uma pessoa mal-intencionada não pensará duas vezes antes de roubar seu perfil ou senha.

Como alternativa, você pode limpar todos os dados de configuração do navegador antes de deixar a máquina. Isso é feito de maneira simples por meio do próprio browser, que normalmente conta com funções específicas de privacidade. Outra funcionalidade que pode ajudar é o de aba anônima de navegação, que não grava dados de quem estiver navegando.

6. Senhas e backups

Se alguém sabe o seu email e conhece bem a sua personalidade e preferências, essa pessoa pode tentar adivinhar a senha dos serviços em que você está cadastrado. Por isso, tente sempre misturar letras (maiúsculas e minúsculas) e números, de um jeito que seja fácil de lembrar.

Uma prática importante caso você deseje recuperar alguma informação é o backup: uma cópia de segurança dos arquivos mais importantes, sempre guardada em uma máquina diferente e, se possível, na nuvem. Assim, mesmo que aconteça algo de ruim com seus dados, você poderá recuperá-los depois.

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Diego Bencke

Diego Bencke

CEO DigooWeb - Graduado em Marketing
Especialista em Internet Marketing.
No Instagram: @diegobencke

Conheça a DigooWeb

Quem Somos

Criamos sites e portais de notícia por assinatura de alto impacto que aproximam pessoas e geram negócios.

Iremos criar e cuidar do teu site e de tua conta no google, enquanto você foca só no seu negócio.

Últimos Posts

Siga a gente

×
Woooow!