Redes sociais falham proteção de menores

São poucas as redes sociais que protegem, de raiz, a privacidade dos seus utilizadores mais jovens. Esta é a opinião da Comissão Europeia que mandou testar os principais serviços existentes, concluindo que apenas dois, o MySpace e o Bebo, oferecem configurações que vedam o acesso aos perfis por parte de pessoas que não constem da lista de contactos autorizados.

Já um total de quatro sites – novamente o MySpace e o Bebo, e o Netlog e o SchuelerVZ – asseguram, à partida, que os menores apenas possam ser contactados por amigos.

Os testes, realizados entre Dezembro de 2010 e Janeiro de 2011, incidiram em mais 10 serviços, além dos já mencionados: Arto, Facebook, Giovani.it, Hyves, Nasza-klaza.pl, One.lt, Rate.ee, IRC Galleria, Tuenti e Zap.lu.

No entanto, a maioria dos 14 serviços testados fornecem aos menores informações sobre segurança adequadas à sua idade, respondem aos pedidos de ajuda e impedem que os seus perfis sejam pesquisados nos motores de busca externos.

As conclusões fazem parte de um relatório que a Comissão acaba de publicar sobre a aplicação dos princípios para tornar as redes sociais mais seguras na UE (Safer Social Networking Principles for the EU),e surgem numa altura em que número de menores que utilizam estes sites está a aumentar – actualmente representam 77% dos jovens entre os 13 e os 16 anos e 38% dos jovens entre os 9 e os 12 anos que utilizam a Internet.

De forma mais específica, o relatório revela que 13 dos 14 sites testados fornecem informações sobre segurança, orientações e/ou material educativo especificamente dirigido aos menores (a excepção foi o Arto).

As informações sobre segurança para os menores são bastante claras e adequadas à idade em todas as redes sociais que as disponibilizam, o que constitui um bom progresso desde a primeira avaliação efectuada no ano passado, refere a CE, embora notando que tais informações são ainda difíceis de encontrar em muitos sites.

Os mecanismos de comunicação são agora mais eficazes do que em 2010, quando 10 dos 14 serviços testados respondem aos pedidos de ajuda dos utilizadores – no ano passado eram apenas cinco em 14. Na maioria desses casos, as respostas demoraram menos de 24 horas.

Arto, Bebo, Facebook, Giovani, Hyves, Netlog, One, Rate e SchuelerVZ disponibilizam as condições de utilização de uma maneira facilmente compreensível para os mais novos.

Texto original em www.sapo.pt

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Diego Bencke

Diego Bencke

CEO DigooWeb - Graduado em Marketing
Especialista em Internet Marketing.
No Instagram: @diegobencke

Conheça a DigooWeb

Quem Somos

Criamos sites e portais de notícia por assinatura de alto impacto que aproximam pessoas e geram negócios.

Iremos criar e cuidar do teu site e de tua conta no google, enquanto você foca só no seu negócio.

Últimos Posts

Siga a gente

×
Woooow!